PARA DIRETOR DA TECNISA, “INOVAÇÃO NÃO TEM VOLTA E NÃO TEM FIM”.

Eleita uma das empresas mais inovadoras pela Revista Época Negócios, a construtora Tecnisa aposta numa forte presença em redes sociais e no estímulo à cultura de inovação nas áreas estratégicas como engenharia e projetos. “A inovação é fruto da teimosia”, costuma repetir o diretor de internet Romeo Busarello.

Busarello explica como funciona o processo de inovação na empresa. A atuação em tecnologia e na web é bastante conhecida, mas ele destaca ainda mudanças importantes no modelo de negócios, produtos e processos.

Algumas estratégias marcantes foram o planejamento e construção de imóveis voltados para o mercado gay e a incorporação de ideais ecológicos. Além disso, a internet praticamente abriu as portas para um novo negócio: a venda. “Quando começamos a vender pela internet em 2001, ninguém achava que daria certo, mas hoje a internet é responsável por 35% das nossas vendas”, destaca o diretor.

Mercado
Para Busarello, a Tecnisa tem um desafio ainda maior, que é inovar num mercado que ele considera muito conservador. “São sempre as mesmas coisas, os homens-seta, os cavaletes, anúncio no jornal… a gente começou com o trabalho da internet”, explica.

Assim, o diretor revela que não se concentra em acompanhar o mercado imobiliário. Sua tarefa é seguir o que há de melhor em inovação nas empresas dos mais diversos setores. Esses “insights”, como chama, são levantados e discutidos em grupos com profissionais de várias áreas da empresa. “Não é uma pesquisa com rigor científico, mas acompanhamos sites, blogs e notícias”, conta. “Cada empresa tem sua forma de gerir inovação e nós inovamos da nossa forma, não somos formais”.

Estimular inovação
Para estimular os profissionais de áreas que Busarello considera estratégicas, a Tecnisa, diz, se apoia em três grandes pilares. O primeiro, revela, é ter na diretoria pessoas com “ouvidos acessíveis”, que possam atender os outros membros sempre que surgem ideias. Além disso, os gerentes recebem bônus por inovação e a empresa não tem a política de punir quando novas empreitadas levam a erros. “Inovação envolve menos controle e mais riscos”, conclui.

Na internet
Diante da importância de detectar tendências, a empresa lançou o Tecnisa Ideias, um site em que qualquer internauta pode enviar uma sugestão para um novo produto ou uma nova estratégia. Entre as propostas mais bem avaliadas entre os internautas, há coisas como obras que permitam reaproveitamento da água ou uma parceria com uma empresa de mudanças para oferecer descontos.

Busarello explica que apenas uma pequena parte do montante de ideias de fato poderá ser implantada, mas que o grande benefício do projeto é “ver para onde as pessoas estão endereçando seus desejos e inquietudes”. Isso ajuda a empresa a pensar novos projetos.

Além disso, a Tecnisa tem perfis em praticamente todas as redes sociais de expressão. Twitter, Facebook, Linkedin, Foursquare entre outras. “Nessas redes a gente monitora a concorrência, temos uma visão do que está acontecendo no mercado”, explica. Assim, inovação parte de uma observação atenta. “Inovação não tem volta e não tem fim”, conclui.

 

Fonte: 3M

One thought on “PARA DIRETOR DA TECNISA, “INOVAÇÃO NÃO TEM VOLTA E NÃO TEM FIM”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s