SECT E FAPES ANUNCIAM WORKSHOP INTERNACIONAL.

Na manhã da quarta-feira passada, (17) Anilton Salles Garcia, Diretor Presidente da FAPES, e Jadir Pella, Secretário de Estado de Ciência e Tecnologia (Sect), se reuniram com o Presidente da Rede Européia de Living Lab´s (Inovação Aberta), Álvaro Duarte de Oliveira. Entre os assuntos discutidos, ficou decidido a realização de um Workshop Internacional para discussão de Inovação Aberta e Inovação Social.

O treinamento já tem data marcada e acontece nos dias 3 e 4 de Novembro, em Vitória. Serão convidados, entre outros, pesquisadores, doutores, mestres, autoridades do Ministério de Ciência e Tecnologia, membros dos 10 grupos de Living Lab´s do Brasil, além do Diretor de Inovação da União Européia, Mário Campolargo.

“Temos interesse em fazer acordos bilaterais Brasil, Espírito Santo – Europa. Essa conversa já existe há algum tempo, mas agora queremos por em pauta discussões que tragam efetivamente benefícios para todos. Em termos de Inovação, queremos o Estado seguindo em frente, e sendo referência como Inovador”, afirmou Álvaro Duarte de Oliveira.

Jadir Pela afirmou que parcerias com a União Européia farão muito bem ao Espírito Santo. “É muito bom saber que através dos Living Lab´s estaremos começando a fazer um intercâmbio com os países de primeiro mundo. Lá, Tecnologia e Inovação são uma realidade. Ter essa parceria certamente vai transformar o Espírito Santo em um Estado cada vez mais atrativo, em todos os sentidos.”

Anilton Salles Garcia disse que muitos projetos estão em fase de criação, fazendo com que o Espírito Santo se torne referência, atraindo pesquisadores de todo o Brasil e também de outros países. “Queremos fazer do Estado um pólo de pesquisas. Queremos atrair, apoiar, exportar pesquisadores. Estamos realizando projetos nas áreas de Inovação Aberta e Inovação Social, Eficiência Energética, Programa de Redução à Pobreza, Smart Cities, Nanociência, Nanotecnologia, Cidadania Digital, etc…”, destacou o diretor presidente da Fapes.

Living Lab´s

Os Living Labs são ambientes abertos de inovação onde autoridades públicas, empresas, universidades, institutos tecnológicos e de inovação, e os cidadãos colaboram no desenvolvimento, prototipagem, validação de mercado em ambientes reais, teste de novos serviços e aplicações associadas às tecnologias de informação e comunicação, tomando-se por base os resultados de atividades de P, D&I definidas pelas partes.

As atividades dos Living Labs têm por base uma nova forma de abordar a inovação, a pesquisa e o desenvolvimento. Todo o processo é invertido, partindo-se do mercado e das necessidades expressas dos consumidores, para a gestão das interações permanentes entre todos os interessados no processo de inovação, sejam eles empresas, ICTs, pesquisadores, Núcleos de Inovação Tecnológica, consumidores ou instituições públicas de fomento.

Fonte: Assessoria de Comunicação da FAPES.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s