PATENTES DESENVOLVIDAS NA UFES GANHAM PRÊMIO NACIONAL DA PETROBRAS

O Sistema para Extração de Sais de Petróleos foi uma das patentes premiadas

Três patentes desenvolvidas na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) foram premiadas na edição 2012 do Prêmio Inventor da Petrobras. O Prêmio, até então inédito na Ufes, é um reconhecimento nacional das tecnologias desenvolvidas na universidade. O troféu Inventor Petrobras foi concedido a pesquisadores que depositaram pedidos de patente em 2011. O evento de premiação foi realizado nesta quinta-feira (01/11), no Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Petrobras, no Rio de Janeiro.

Foram premiados os professores Eustáquio de Castro, Milton Morigaki e Edna Medeiros e os servidores técnico-administrativos, Cristina Sad, Carlos Fraga e Roberta Chimin, todos ligados ao Departamento de Química da Ufes.Com três patentes reconhecidas, a Ufes foi a universidade com o maior número de prêmios, destacando-se entre instituições como USP, Unicamp e UFRJ.

As invenções premiadas são o resultado de quatro anos de pesquisas desenvolvidas numa parceria do Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento de Metodologias para Análises de Petróleos (LabPetro), do departamento de Química, com a Petrobras. Com soluções inovadoras para a indústria petrolífera,as novas tecnologias estão em processo de patente conjunta. As patentes foram redigidas e depositadas pelo Instituto de Inovação Tecnológica da Ufes (Init) no primeiro semestre de 2011.

As três patentes estão relacionadas à área de produção de petróleo. Denominadas “Processo e sistema para extração de sais de petróleos leves e pesados”, “Processo para extração de sais de petróleos leves” e “Processo e sistema para dessalgação de óleos utilizando uma dessalgadora manual”, as soluções desenvolvidas na Ufes apresentam vantagens de custo e maior segurança quando comparada às tecnologias importadas.

O coordenador do LabPetro, Eustáquio de Castro, ressaltou a importância da premiação inédita que, ao promover o reconhecimento nacional do trabalho desenvolvido na Ufes, vem incentivar ainda mais as atividades de pesquisas realizadas na universidade. “Cremos que isso vai incentivar não apenas as pesquisas do setor de energia, mas as pesquisas de uma forma geral. Nossa universidade aparece nessa premiação ao lado de grandes instituições e se destaca com o maior número de patentes. Esse foi apenas o começo, há outras patentes vindo por aí no rastro dessas três”, disse.

 Criado pela Petrobras em 2001, o Prêmio Inventor envolve todas as áreas de pesquisa e desenvolvimento nas quais a empresa deposita patentes: exploração e produção, gás e energia, biocombustível e abastecimento. O objetivo é reconhecer a competência de profissionais – empregados e parceiros – que contribuem para o desenvolvimento tecnológico da empresa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s