Luiz Pimentel visita Agência Inova Unicamp

Luiz Pimentel (à esq.) e Milton Mori
Luiz Pimentel (à esq.) e Milton Mori / Fonte da Imagem: INPI

Inovação e proteção de direitos de propriedade industrial (PI) andam juntas na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que foi o terceiro maior depositante nacional de patentes em 2015. A instituição conta com a Agência Inova Unicamp, que gerencia o portfólio de ativos de PI gerados pelos pesquisadores. Para conhecer a estrutura da Inova e discutir um acordo de cooperação, o presidente do INPI, Luiz Pimentel, visitou a instituição no dia 21 de julho.

O diretor executivo da Inova, Milton Mori, contou que a Inova Unicamp tem 984 patentes ativas e 125 patentes licenciadas em 71 contratos vigentes.  Além disso, a agência tem 170 registros de programa de computador, mais 23 em análise, e 26 convênios de P&D firmados em 2015.

Pela política de PI da Unicamp, os professores devem avisar para a Inova cada novo projeto de pesquisa, que será estudado pela equipe da agência quanto às potencialidades de proteção. E todo suporte necessário para fazer o pedido ao INPI é oferecido.

A Inova atua também para estabelecer parcerias entre a universidade e empresas. Para isso, desenvolveu o sistema de busca Competências Unicamp, que possibilita prospectar professores e linhas de pesquisa que atendam a demandas que chegam à agência.

Renato Grimaldi, do curso de Engenharia de Alimentos, desenvolveu uma tecnologia para reduzir o teor de ácidos graxos saturados (gorduras saturadas) em alimentos, que foi a campeã em gerar royalties para a Unicamp. O processo da patente tramita no INPI, mas a Unicamp conseguiu licenciar a tecnologia, que já está no mercado.

– O ácido graxo saturado que desenvolvemos tem uma composição química parecida com óleo líquido, mas se comporta como gordura sólida, forma necessária para ser aplicada a certos alimentos, como recheio de biscoitos. Esse é o grande diferencial.  O projeto atende a uma demanda mundial para redução dessas substâncias nos alimentos, iniciada com os ácidos graxos trans, e agora com os ácidos graxos saturados. Isso ainda gera um ganho de marketing para a empresa, que pode incluir na embalagem a informação sobre o teor reduzido – explica Grimaldi.

Ainda no âmbito da Inova, há o Parque Científico e Tecnológico, com 350 mil m2, que hospeda empresas com projetos de pesquisa em parceria com a Unicamp e empresas incubadas na universidade.

Além de Milton Mori, Pimentel foi recebido pela equipe do Inova: Iara Ferreira, diretora de Parcerias; Patrícia Gestic, diretora de Propriedade Intelectual; e Eduardo Amaral e Mariana Zanatta Inglez, respectivamente diretor e gerente do Parque Tecnológico.

Após a visita, Pimentel fez uma apresentação para funcionários da Inova e professores da Unicamp sobre as medidas que o INPI vem adotando para reduzir o backlog (estoque de pedidos pendentes de análise).


FONTE: INPI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s