Quatro conselhos para evitar que um ciberataque destrua sua marca

emprego
Fonte da Imagem: ComputerWorld

Easy Solutions cita que vítimas de incidentes e fraude enfrentam problemas que vão desde questões jurídicas até perdas financeiras.

Os canais digitais trazem benefícios para a comunicação entre as empresas e seus consumidores, mas têm sido empregados por criminosos que usam a marca para enganar usuários e cometer fraudes.

De acordo com Easy Solutions, 83% das organizações vítimas de incidentes de fraude passaram por problemas que vão desde sérias questões jurídicas a perda de clientes, prejuízos à reputação e queda de produtividade.

“O uso indevido de marca também pode ter impactos financeiros diretos”, acrescenta a companhia, citando dados do FBI que indicam que os incidentes de comprometimento de contas corporativas de e-mail causaram prejuízos de cerca de US$ 3,1 milhões nos Estados Unidos.

O que as empresas, então, podem fazer para proteger suas marcas? Segundo a Easy Solutions, para começar, devem implementar uma estratégia que se antecipe a essas situações, para minimizar os riscos de uso indevido.

A seguir, a companhia dá quatro conselhos para ajudar a proteger a marca na Internet.

1. Monitoramento de domínios. A identificação de domínios similares é um passo importante para assegurar que a sua marca não seja objeto de abusos. As empresas devem estar atentas para os domínios que tentam falsificar os seus, seja utilizando o nome exato da organização, seja usando variações sutis. Apesar de importante, o acompanhamento da criação de domínios similares ganha apenas metade da batalha. As empresas devem dispor de ferramentas para analisar e monitorar automaticamente os domínios similares, identificando alterações em sua estrutura, conteúdo HTML e demais elementos. Uma vez confirmado o uso indevido da marca, as empresas precisam de soluções que permitam agir rapidamente para remover as falsificações antes que possam causar prejuízos financeiros e à reputação.

2. Vigilância em redes sociais. Cresce a cada dia a utilização de diferentes plataformas sociais pelas empresas para fortalecer sua presença na Internet e oferecer produtos. Da mesma maneira, os criminosos conquistam território virtual, usando os perfis destas organizações nas redes sociais para coletar informações sensíveis dos clientes e enganar os usuários. Por essa razão, as organizações devem implementar um sistema completo que detecte incidentes de uso indevido de marca no universo das redes sociais. Um varejista latino-americano teve o seu perfil no Facebook falsificado. O perfil falso convidava o usuário a clicar em um link para obter um desconto. Quando as vítimas clicavam no endereço, eram direcionadas para um site de phishing. Adotando medidas adequadas, as empresas podem determinar a existência de casos de uso indevido de marca e tomar as medidas necessárias para deter esses incidentes.

3. Proteção do canal de e-mails. O e-mail ainda é um importante meio de comunicação corporativa, mas a confiança neste canal tem sido enfraquecida pela propagação de phishing e spam. 73% das invasões de dados começam com e-mails fraudulentos. Para garantir que os e-mails recebidos pelos funcionários e clientes são legítimos, deve ser implementado um sistema capaz de interceptar e bloquear mensagens maliciosas enviadas por domínios falsos. Ter visibilidade completa sobre o canal de e-mail é fundamental para conter o uso indevido de marca, especialmente para as empresas que terceirizam o envio dessas mensagens.

4. Muita atenção com o uso indevido de marca em dispositivos móveis.Os clientes de hoje querem ter a opção de interagir com as empresas a partir de seus dispositivos móveis. Neste sentido, é fundamental oferecer produtos e serviços para o canal móvel, mas é ainda mais importante evitar o uso indevido de marca por meio de aplicativos falsos (geralmente disponíveis em lojas não oficiais de aplicativos). As lojas Google Play Store e Apple App Store cumprem os mais rígidos protocolos de segurança, mas as lojas não oficiais não operam sob os mesmos padrões, facilitando a vida dos criminosos.


FONTE: ComputerWorld / Da Redação

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s