Gestores defendem investimentos em inovação para melhorar competitividade

Representantes de grandes empresas mundiais e de entidades de inovação participaram nesta segunda-feira (26), em São Paulo (SP), do Innovation Learning Lab, uma iniciativa da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI). No evento, os especialistas defenderam a necessidade de investimentos em inovação para melhorar a competitividade das empresas nacionais.

Ao apresentar o panorama atual da inovação no Brasil, o diretor de Educação e Tecnologia da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Rafael Lucchesi, afirmou que “empresas que investem em inovação têm melhores resultados em competitividade. A inovação está sempre como elemento-chave e deve ser algo prioritário”. Lucchesi reforçou que a MEI tem sido importante para a construção do diálogo sobre inovação, pois ela se conecta com iniciativas de outros países.

Já a diretora técnica do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Heloisa Menezes, salientou o interesse da entidade em como ampliar o acesso das micro e pequenas empresas (MPEs) à inovação. “O Sebrae está absolutamente focado em criar mecanismos tanto para fomento como de mobilização e articulação desse processo de conjugar pequenas, médias e grandes empresas. Nosso desafio é criar os meios para que as micro e pequenas se insiram na cadeia de valor das grandes empresas”, comentou Heloisa.

Segundo a diretora, por não enfrentarem os custos pesados de engenharia e burocracia, por serem mais leves e ágeis, os pequenos negócios podem desempenhar um papel extremamente relevante na cadeia de valor das grandes empresas, construindo alternativas concretas de inovação.

Também participou a presidente e CEO da Council on Competitiveness (Council), Deborah L. Wince-Smith. “Estamos vivendo em uma época turbulenta, de transição, com mudanças tecnológicas muito rápidas. Precisamos nos reunir em uma nova cultura mundial de inovação e sustentabilidade”, afirmou.

O presidente da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), Jorge Audy, foi responsável por moderar a mesa que tratou do assunto startups durante o evento. “Tivemos a oportunidade de discutir o relevante papel que pode ser desempenhado pelos ambientes de inovação no desenvolvimento de nosso país, sejam eles parques tecnológicos ou distritos de inovação”, acrescentou.


Fonte: Agência ABIPTI, com informações da Agência de Notícias Sebrae e Anprotec

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s